ABRAPALMA

Sobre a Abrapalma

A Associação Brasileira de Produtores de Óleo de Palma – Abrapalma foi criada em 2012 para se agregar ao setor produtivo e liderar o projeto de tornar o Brasil um modelo na produção sustentável do óleo de palma.

A associação trabalha para que haja políticas públicas que permitam ao setor intervir de modo cada vez mais coerente no mercado, com segurança jurídica, acesso à tecnologia e adequação às normas que regem a produção agrícola nacional.

As empresas ligadas à Abrapalma também partilham de princípios e ideais relacionados à valorização do trabalho decente, respeito à legislação, adoção de técnicas agrícolas e ambientais sustentáveis e o investimento em pesquisa e melhoramento genético da palma de óleo.

São agroindústrias de diferentes portes localizadas em 23 municípios do estado do Pará. Juntas, elas respondem pela maior parte da produção, industrialização e comércio do óleo de palma no país.

Os associados Abrapalma geram cerca de 20 mil empregos diretos e interagem com aproximadamente mil famílias de pequenos e médios produtores que buscam aliar às tradicionais culturas de subsistência uma alternativa econômica que garanta renda e valorize o trabalho no campo.

Conheça os associados da Abrapalma.

Visão, missão e valores

A Abrapalma tem a missão de representar, organizar e agregar as empresas brasileiras produtoras de óleo de palma com o objetivo de produzir conhecimento técnico e científico, aprimorar as políticas públicas e promover na prática o desenvolvimento do setor, mas com o devido cuidado social e ambiental.

A partir desses princípios, a associação representa o segmento da palma nos fóruns nacionais e internacionais, levando a mensagem de um setor que busca equacionar a relação entre produção e sustentabilidade, o que implica em trabalhar e prosperar na perspectiva da valorização do meio ambiente e das comunidades e populações tradicionais que se relacionam com a atividade.

A atuação da Abrapalma inclui ainda a cooperação com órgãos públicos no planejamento e execução de políticas voltadas ao desenvolvimento do setor produtivo da palma. A associação quer aprimorar o marco regulatório por meio de reformas e ajustes à legislação federal, estadual e municipal com a finalidade de beneficiar o setor, a produção familiar e a expansão de toda a cadeia produtiva.

Para isso, a Abrapalma busca recursos e conhecimentos através de seus associados, assim como em instituições públicas, privadas e quaisquer outras entidades da sociedade civil capazes de estimular a pesquisa, o debate qualificado e o incentivo aos projetos e propostas que possam aperfeiçoar do ponto de vista técnico e científico a produção e a comercialização de óleo de palma.

A fim de aperfeiçoar o ponto de vista técnico e científico de produção e comercialização de óleo de palma, a Abrapalma busca recursos e conhecimentos através de seus associados, assim como em instituições públicas, privadas e quaisquer outras entidades de sociedade civil que possam contribuir e estimular pesquisa, o debate qualificado e o incentivo às propostas e projetos.

A cooperação entre associados, a transparência nas ações e a busca por igualdade e imparcialidade na representação do segmento também são valores que a Abrapalma cultiva. Isso explica o fato de a melhoria contínua da atuação e a valorização econômica da cadeia produtiva da palma estarem entre os principais objetivos da entidade. E tudo isso está ancorado no estatuto da associação que reflete o pensamento que predomina no setor.